Mais lidas

Empreendedorismo

Post Page Advertisement [Top]


Todos sabem que nosso país ainda sofre com os efeitos de uma das maiores crises já conhecidas pelo nosso querido Brasil.

E apesar da perspectiva de crescimento, a população ainda sofre com pouco dinheiro no bolso e muitas contas a pagar. 

É uma pena.

Mas você sabia que o empreendedorismo pode ajudar a população brasileira a tentar amenizar ou mesmo sair dessa trágica situação econômica que muitos vivem, além de elevar a economia do país?




Para a economia do Brasil esses últimos anos foram um desastre.

Inadimplentes aumentando, estados devendo a união, governo que não fecha a conta. Esses são alguns exemplos do quanto à recessão chegou a um nível crítico.

Diante dessa situação pode até nem parecer favorável à abertura de um novo empreendimento, mas é justamente o contrário.

Mesmo que o Brasil ainda não facilite os processos de desenvolvimento de uma empresa, pois a burocracia se torna inimiga do empreendedor com regulação tributária variante, excesso de contratos, insegurança jurídica, alto índice de impostos... Inúmeras "firulas" que atrapalham o processo de criação de uma empresa.

Mesmo assim a busca por complementar a renda aumentou. Por isso e outros motivos,  trabalhos como Freelancer têm crescido muito nos últimos anos no país.

Mas não foi só isso.

O surgimento de empresas aumentouSão muitos os motivos.

Mas um dos principais foi porque muitos trabalhadores perderam o emprego ou não conseguiram um.

Muitos aliam o sonho de abrir uma empresa com a oportunidade forçada da situação que se encontra.  Não é uma tarefa fácil, mas muitos estão contentes. 




Só para ter uma ideia, mais 11 milhões de empresas foram criadas por necessidade nos últimos 4 anos no Brasil, segundo o SEBRAE.

A maioria desses empreendimentos começa em casa, sem muitos custos, apenas com conhecimentos técnicos do empreendedor em determinados assuntos.

Muitos se tornam conhecidos pela inovação e criatividade, além de usar boas doses de marketing, um diferencial para qualquer empreendimento.

Essas empresas são responsáveis por cerca de 99% de todos os estabelecimentos do país.

  • Geram 27% do PIB do Brasil.
  • Correspondem por 53,5% da oferta de empregos no país.
Ou seja, movem o país.

Algumas previsões feitas por especialistas em relações de trabalho indicam que o número de trabalhadores por conta própria deverá situar-se ao redor de 50% nos próximos anos.


Comércio Online

O Brasil já ocupa o ranking de quinto país com maior número de usuários de internet (80 milhões), segundo a Ebit.

Isso mostra o quanto o brasileiro está conectado.

Cada vez a população está buscando comprar pela internet em lojas virtuais, não somente equipamentos do ramo, mais todo tipo de utensílios.

R$ 79,9 bilhões em 2019

Essa é a estimativa de faturamento de vendas pela internet, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, que só vem crescendo. Em 2018, R$ 53 bilhões e em 2017, R$ 47 bilhões.

Podemos perceber que o brasileiro está mais conectado, ele está buscando comprar mais pela internet, o que facilita muito para o cliente devido todas as comodidades. Dessa forma abrem espaço para novos empreendedores digitais desbravarem o amplo mercado brasileiro.

O setor anda em constante crescimento e o principal  motivo desse número é facilidade de compra em diferentes dispositivos com acesso à internet.

E esse número só tende a aumentar.

Esse mercado é um prato cheio para a abertura de novos empreendimentos e para o investimento no setor.

Surgimento de negócios - Cenário ideal
Muitos negócios surgem de alguma necessidade da família ou de uma pessoa mais próxima precisar de alguma coisa. Quem tem espírito empreendedor vê ali a possibilidade de faturar naquele segmento.

Por exemplo

O celular está em quase todas as casas. Eles estão se tornando quase que um membro da família. Andamos para todo lugar e não podemos mais viver sem ele.

Esse "apego" por celulares pode ser um cenário ideal para gerar uma ideia de um ótimo empreendimento, uma vez que o uso desses equipamentos se tornou cada vez mais frequente e com isso gera uma procura maior por reparos e consertos.

Por falar em tecnologia, saiba que ela pode ajudar... E muito.
Não importa a área que você tem conhecimento, você pode aliar a tecnologia a fim de conseguir seus objetivos financeiros.

Por exemplo, se você é formado ou tem conhecimento em matemática, você pode dar aulas de reforço e usar seus perfis das redes sociais para divulgar seu empreendimento, visto o grande uso das redes sociais.

Sim, devemos tratar qualquer tipo de renda financeira como um negócio, afinal você passa seu serviço em troca do dinheiro e pensando assim você pode conseguir meio de crescer e quem sabe viver disso.

Inúmeras MEI's surgiram assim.

A principal dica é fica antenado no mercado e realizar capacitações que forneçam conhecimentos para saber lidar com o dia a dia dos empreendimentos.

Lembrando que para começo você usar a sua própria casa e não precisa abandonar o seu emprego atual, se tiver.



Portanto, o Brasil, apesar de tudo, tem bons mercados e ótimos empreendedores que no geral, buscam sempre valorizar o trabalho, mesmo que não recebam muitos incentivos.

Nesse sentido a economia brasileira se "rende" a esses profissionais, necessitam deles e sem eles a economia estaria um caos.

Se houvesse mais valorização e incentivo por parte da legislação, a economia estaria em patamares bem mais elevados.




Conselho

Você tem conhecimento em alguma área? Por que não se especializar em algo e começar um novo negócio agora?



 Siga-nos

Nenhum comentário:

Postar um comentário




Instagram


@visao_livre